Uma operação da Polícia Civil de Ponta Grossa cumpriu mandados judiciais em Araruna e em outras cidades do Paraná no começo da manhã desta quarta-feira (21). A operação contou com cerca de 80 policias civis e militares, várias viaturas e um helicóptero.

Segundo as primeiras informações, a ação é resultado de cinco meses de investigações, iniciadas a partir do registro de roubos a fazendas e empresas de grande porte na região dos Campos Gerais. O grupo vinha agindo em diversas regiões do Estado do Paraná, sempre com grande violência, rendendo as vítimas com o uso de armas de fogo. Durante as ações, famílias inteiras e vigilantes eram feitos reféns por horas em fazendas e empresas.

Estão sendo cumpridos um total de 54 mandados judiciais, distribuídos nos municípios de Araruna, Cianorte, Maringá, Indianópolis, Colombo e Ponta Grossa. Destes são 21 mandados de prisão, 26 mandados de busca e apreensão domiciliar e 07 apreensões de veículos.

O objetivo principal do grupo era a subtração de defensivos agrícolas e fios de cobre. Estima-se que dezenas de crimes foram praticados pela organização, com prejuízos milionários às vítimas.

A ação conta com o apoio do GOA - Grupamento de Operações Aéreas da PCPR, 16ª SDP de Campo Mourão, 9ª SDP de Maringá, 21ª SDP de Cianorte, Denarc, além das demais unidades que compõem a 13ª SDP de Ponta Grossa.